Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Edital Pauta Livre inscreve projetos até o dia 26 de julho

  • Publicado: Segunda, 17 de Julho de 2017, 09h21
  • Última atualização em Terça, 25 de Julho de 2017, 15h30
  • Acessos: 872
imagem sem descrição.

Artistas, grupos e coletivos com trabalhos culturais inéditos na forma de espetáculos, shows, performances, artes integradas, entre outros, ainda podem inscrever gratuitamente seus projetos no Edital Pauta Livre do segundo semestre, até o dia 26 de julho, no prédio sede da Fundação Cultural do Pará (FCP), localizada no Centur.

O concurso, que integra o Programa Seiva de Incentivo à Arte e à Cultura da FCP, voltado ao incentivo e valorização de pessoas que se destacam no exercício da arte e ofício, contemplará até 23 propostas que, além de poderem ser apresentados gratuitamente nos espaços culturais da FCP, como os Teatros Margarida Schivassapa e Experimental Waldemar Henrique, também receberão a quantia de R$ 2 mil para suporte na produção e exibição dos projetos programadas para o segundo semestre deste ano.

A banda de rock Ultranova foi uma das contempladas no edital do primeiro semestre, apresentando no palco do Margarida Schivasappa o show de lançamento do primeiro álbum da carreira, intitulado “Orion”, que também foi todo gravado em alta definição.

“O Pauta Livre nos proporcionou não somente lançar o nosso disco, como também produzir alguns videoclipes com uma ambientação fora de série. Para nós esse tipo de incentivo foi primordial. Um edital aberto, para um evento num lugar ótimo, bonito e bem localizado como o Margarida Schivasappa foi uma excelente oportunidade. Recebemos muitos elogios pelas composições e pelo ambiente, que faço questão de estender até a FCP, pois realmente foi dentro das nossas expectativas”, comenta o guitarrista Daniel Leite.

O espetáculo “Identidade Preta”, da banda Zimba Groove, também foi contemplado no edital do primeiro semestre, levando toda a representatividade do orgulho negro para o palco do Margarida Schivasappa. “Ficamos muito felizes. Ocupar um espaço como o Margarida Schivasappa para levar nossa sonoridade era uma vontade muito grande da banda. O show foi incrível, com participações musicais muito especiais. O teatro foi engrandecido, como era a nossa proposta. Foi lindo, mágico e maravilhoso. O edital é fundamental para a difusão cultural do Estado. Precisamos cada vez mais desse tipo de incentivo”, comenta o vocalista Jeff Moraes.

De acordo com o edital, a seleção pretende contemplar propostas de atividades artístico-culturais de todas as regiões do território paraense, assim como garantir o equilíbrio da diversidade de linguagens artísticas. O certame é composto das seguintes fases: inscrição, seleção - de caráter meritório, classificatório e eliminatório - e habilitação e convocação à assinatura do contrato, somente para os trabalhos selecionados.

Confira aqui o edital com todas as informações e os anexos necessários para a inscrição.

registrado em:
Fim do conteúdo da página