Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Dia do Bibliotecário é celebrado pela FCP

  • Publicado: Terça, 13 de Março de 2018, 16h33
  • Última atualização em Terça, 13 de Março de 2018, 16h33
  • Acessos: 342
imagem sem descrição.

Qual a importância de um bibliotecário? No dia 12 de março comemora-se o dia dele. O trabalho desse profissional vai além de administrar uma biblioteca, organizar livros ou acervos que recebem de doações para possibilitar informações a todos os leitores. Somente na Biblioteca Pública Arthur Vianna, da Fundação Cultural do Pará (FCP),são 27 bibliotecários.

De acordo com a bibliotecária Lindalva Campos, 52 anos, a função do bibliotecário é importante, pois consegue trabalhar em diferentes ambientes de trabalho. “Ele trabalha com a informação e também em lugares como escolas”, diz.

Lindalva explica que a rotina de um bibliotecário é permitir o acesso da informação para quem deseja ler, saber a respeito de algo, e muitas vezes organizar livros. “Faz de tudo para recuperar e disponibilizar a informação,carregar acervos, ordenar livros”, fala. Ela comenta também que escolheu a profissão porque é apaixonada por livros e tem amor pelo que faz. “É minha paixão, amo o que faço, me identifiquei com o trabalho. Gosto, pois tem informação, atualidade e aprende a lidar com o ser humano”.

Muitas vezes os livros que são doados ou comprados são levados para diretamente para serem incluídos no acervo da Biblioteca Arthur Vianna. Lindalva Campos diz que algumas vezes a biblioteca não possui o livro que o leitor procura e o título ou o assunto precisa ser catalogado. “Em alguns casos há livros que não temos e as vezes procuramos nas bibliotecas da Casa da Linguagem, Casa das Artes e no Curro Velho, para sabermos se o livro está disponível. Caso não tenha em nenhuma,nós catalogamos o assunto”, conclui.

História – O Dia do Bibliotecário é comemorado no dia 12 de março, porque era a data do nascimento do bibliotecário Manuel Bastos Tigre, que foi considerado o primeiro bibliotecário concursado do Brasil. Manuel Tigre Transferido trabalhou durante muitos anos na Biblioteca Central da Universidade do Brasil.

registrado em:
Fim do conteúdo da página