Ir direto para menu de acessibilidade.

Opções de acessibilidade



Início do conteúdo da página
Últimas notícias

FCP lamenta o falecimento de Cleide Moraes, a Rainha da Saudade

  • Publicado: Segunda, 27 de Julho de 2020, 17h31
  • Última atualização em Segunda, 27 de Julho de 2020, 18h19
  • Acessos: 335
imagem sem descrição.

A Fundação Cultural do Pará lamenta o falecimento de Cleide Moraes, que partiu neste domingo (26). Estrela da cultura popular, Cleide deixa órfã uma legião de fãs que a elegeram como a Rainha da Saudade.A artista dedicou a vida inteira à música, construindo uma carreira intensa e apaixonada nos palcos da capital e do interior do estado. Embora tenha se tornado um destaque inicialmente no samba, foi nas festas de seresta e nos bailes de salão que Cleide se transformou em um ícone. 

Com quase 40 anos de trajetória, a artista sempre esteve presente no imaginário popular dos casais apaixonados pela dança. O bolero, o brega e a sonoridade nostálgica das canções que encontraram sua voz pesada foram os condutores de inúmeros romances e festejos embalados pela cantora nas grandes casas de show paraenses.   

Querida por seus colegas, admirada pelos fãs e reconhecida por todos pelo seu carisma e generosidade, Cleide Moraes estará para sempre presente onde houver uma melodia saudosista a conduzir um casal de enamorados pela pista. A FCP se solidariza com todos os enlutados por essa grande perda, e reforça os votos de que seu timbre marcante nunca seja esquecido ou silenciado na memória cultural do estado.

registrado em:
Fim do conteúdo da página