Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Arraial de Todos os Santos divulga a programação Junina da FCP
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Arraial de Todos os Santos divulga a programação Junina da FCP

  • Publicado: Quarta, 06 de Junho de 2018, 13h18
  • Última atualização em Sexta, 15 de Junho de 2018, 12h10
  • Acessos: 21939
imagem sem descrição.

Mais de 100 quadrilhas juninas entre mirins e adultas estão inscritas no XV Concurso Estadual de Quadrilhas promovido pela Fundação Cultural do Pará (FCP). A programação do concurso de quadrilhas inicia no dia 20 de junho e vai até o dia 08 de julho, na praça do Povo, do Centur.

A coordenação do evento divulgou, hoje, 06, a ordem de apresentação das Quadrilhas Juninas. São 124 grupos no total, sendo 77 quadrilhas juninas somente de cidades do interior do Estado como: Abaetetuba, Acará, Curuçá, Curralinho, Colares, Limoeiro do Ajurú, São Miguel do Guamá, Soure, Vigia, Primavera entre outros. Clique aqui e confira o mapa de apresentações. 

Segundo Luciana Rosa, uma das coordenadoras do Arraial de Todos os Santos, o concurso deste ano está bem diversificado em relação à participação de grupos do Estado do Pará. “Em Belém e região metropolitana teremos 48 quadrilhas disputando no concurso e muitos grupos se dedicam e vem do interior do Estado para o tradicional concurso. No total 77 quadrilhas e sendo 29 municípios representados no concurso, inclusive com quadrilhas mirins. E para o concurso Miss Mix tivemos 40 inscrições realizadas”, comemora.

Arraial – A programação especial de Festas Juninas da Fundação Cultural do Pará (FCP) terá inicio dia 14 de junho e só terminará 08 de Julho. As primeiras atividades culturais serão realizadas nos espaços culturais da Casa da Linguagem e nas Oficinas Curro Velho, respectivamente, onde serão apresentados os resultados das oficinas e apresentações de Pássaros Juninos, grupos folclóricos, Coro Cênico, Quadrilha Inclusiva, espetáculo de teatro e muitas outras atrações. Toda a programação é gratuita e voltada para toda a família.

Wilson Moraes, técnico de Gestão Cultural da Casa da Linguagem, explica que no mês de junho, a programação da Roda Poética é voltada para a música e dança em alusão às festas juninas. “Procuramos fazer uma Roda Poética com o clima festivo próprio desse mês, embora evitando a classificação de festa temática”, disse Wilson. Além de grupos folclóricos de Pássaros Juninos e bandas musicais, vários resultados de oficina participarão da Roda. Teremos ainda, a apresentação do grupo Prata da Casa, que é o resultado do Laboratório de Canto e Poesia (Coro Cênico) coordenado e regido pela professora Gilda Maia”, comenta.

Nas Oficinas Curro Velho serão dois dias de festa, 15 e 16 de junho, a partir das 18h, com mostras de danças, artes, apresentação da Quadrilha Inclusiva do projeto “Do Nosso Jeito” da FCP. O destaque é para apresentação do Auto Junino, que reúne crianças e adolescentes que fazem parte das oficinas iniciação artística, que estão ensaiando há três meses para o evento.

O espetáculo “Lucinda e Januário- a paixão nos Pássaros Tem-Tem e Jataí”, uma apresentação teatral que conta com 160 crianças no elenco, dançando, cantando e representando. Segundo Jorge Cunha, coordenador de linguagem corporal da FCP, os preparativos estão na reta final. “Tudo indo muito bem, agora que as oficinas estão unindo os trabalhos, a expectativa é que esteja tudo pronto para o dia”, disse.

Cunha conta que a expectativa das crianças para a apresentação é muito boa. “É uma ansiedade natural das crianças, elas comentam sobre os personagens, ensaiam, dão seu melhor para dar tudo certo”, disse. Um diferencial da apresentação este ano é que pela primeira vez os pais das crianças irão fazer uma participação especial. “Muitos deles ficavam esperando as crianças terminarem de ensaiar, então perguntaram se havia algo que eles podiam fazer, aproveitei essa oportunidade para colocá-los em uma cena do espetáculo”, conta Jorge.

A história do espetáculo acompanha um romance entre dois pássaros, O Tem-tem e o Jataí, fazendo uma alusão a Romeu e Julieta. “Um é da ilha do Combu e o outro de Belém. Eles são completamente contrários e isso é explorado no espetáculo, peles passam por diversas situações no Ver-o-Peso e outros pontos de Belém”, explica o coordenador.

Outro ponto é o projeto “Do nosso jeito” de dança inclusiva, que agrupam cadeirantes e outras pessoas com deficiência em espetáculos. Nesta ocasião, o grupo apresentará a Quadrilha Inclusiva. Jorge Cunha explica que esse projeto é muito interessante por elevar a auto estima das pessoas envolvidas. “Temos relatos de que os participantes ficam ansiosos para o momento da dança tanto durante o semestre quanto na hora das apresentações”, explica.

Serviço: Arraial de Todos os Santos da Fundação Cultural do Pará Período: 14 de junho a 08 de julho de 2018 

Locais: Casa da Linguagem (14 de junho, a partir das 17h)

Oficinas Curro Velho (15 e 16 de junho, a partir das 18h)

Centur - Praça do Povo - (20 de junho a 08 de julho)

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página