Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Fundação Cultural do Pará promove oficina de estamparia em comunidade quilombola
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Fundação Cultural do Pará promove oficina de estamparia em comunidade quilombola

  • Publicado: Quinta, 02 de Agosto de 2018, 11h01
  • Última atualização em Quinta, 02 de Agosto de 2018, 11h01
  • Acessos: 382
imagem sem descrição.

A tarde desta segunda-feira,30, foi festiva para a comunidade São José de Icatu, município de Mocajuba, com o encerramento da Oficina de Estamparia em Tecidos, promovida pela Fundação Cultural do Pará-FCP. 

Segundo a instrutora da oficina, Glauce Santos, “a programação era somente para as mulheres, mas houve grande procura por parte dos jovens e adolescentes, então nós inserimos esse público também. Eles têm muitas habilidades que precisam ser desenvolvidas, todos são bem ágeis”, avaliou a instrutora.

A oficina da FCP, realizada no período de 23 a 27 de julho, contou com a participação de 28 moradores da comunidade e foi divida nos módulos: confecção de carimbos e desenhos gráficos e aplicabilidade em moda e trajes de produtos.

Origem - A comunidade São José de Icatu teve origem em 1770. É formada por remanescentes de escravos, que, buscando liberdade, fugiram das fazendas localizadas em Abaetetuba e Igarapé-Miri. Hoje moram no local cerca de 90 famílias, que sobrevivem basicamente da agricultura de subsistência (plantação de feijão, pimenta e mandioca) e da pesca.

 

Créditos: Rosa Borges (ASCOM Cohab)

registrado em:
Fim do conteúdo da página