Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Galeria Benedito Nunes recebe exposição coletiva Anastomose, com obras da nova geração paraense
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Galeria Benedito Nunes recebe exposição coletiva Anastomose, com obras da nova geração paraense

  • Publicado: Segunda, 08 de Julho de 2019, 12h21
  • Última atualização em Segunda, 08 de Julho de 2019, 12h21
  • Acessos: 180
Fotos: João Pedro Aranha
imagem sem descrição.

A Fundação Cultural do Pará, em parceria com a Galeria Azimute, recebe a exposição Anastomose, na Galeria Benedito Nunes. A mostra vai de 8 de julho a 2 de agosto, com visitação aberta de 9h às 19h, e entrada franca. Anastomose traz obras de artistas da nova geração paraense, que buscam por espaços na capital.

As obras que compõem a exposição vem do acervo da Galeria Azimute, espaço que fica dentro do Vila Container, complexo de entretenimento localizado no bairro de Nazaré, em Belém. “As exposições da Azimute abriram portas para a articulação entre artistas que se identificavam entre discursos e linguagens estéticas. Com isso, a proximidade entre esses agentes urbanos da nossa cidade gerou a necessidade de expressar essa união como um movimento artístico, nomeado como NAUP (Nova Arte Urbana Paraense)”, explica Jade Jares, curadora da Galeria Azimute.

A mostra abrange pintura, fotografia, escultura, estêncil e outras técnicas artísticas provenientes da arte urbana e a exposição tem a cara e o coração desta vertente em grande ascensão no cenário artístico. São trabalhos com uma variedade extensa de estéticas, maior característica da própria arte urbana.

Com o objetivo de criar um macro universo com estas singularidades, a exposição foi projetada para fugir da monotonia das exibições tradicionais, para atrair o público não apenas como observador mas também como receptor e propagador da diversidade de linguagens apresentadas na NAUP.

O termo Anastomose entra em cena para traduzir o propósito desta exposição: “significa uma rede de canais que se bifurcam e recombinam em vários pontos, uma comunicação natural como as veias, que são encontradas nas estruturas das folhas. A galeria tem como eixo principal a aproximação desses agentes artísticos, que são ressignificados na nomenclatura escolhida com o intuito de potencializar o diálogo e marcar no tempo a idealização deste encontro", conclui Jares.

São 16 os artistas presentes na exposição: Nayara Jinknss, Maitê Zara, Isabella Dias, Tainá Maneschy, Layse Almada, Layse Pimentel, Moara Brasil, Vitória Leona, Duda Santana, Almir Trindade, Flag Nery, Kambô, Petchó Silveira, Murilo Gama, Igor Oliveira e Felipe Amaral.

Serviço: a exposição Anastomose está aberta à visitação de 8 de julho a 2 de agosto, de 9h às 19h, na Galeria Benedito Nunes, que fica no térreo da Fundação Cultural do Pará, Av. Gentil Bittencourt, 650. Entrada franca.

registrado em:
Fim do conteúdo da página