Ir direto para menu de acessibilidade.


Página inicial > Notícias > Cine Líbero Luxardo celebra 34 anos de existência
Início do conteúdo da página
Últimas notícias

Cine Líbero Luxardo celebra 34 anos de existência

  • Publicado: Sábado, 27 de Junho de 2020, 14h34
  • Última atualização em Sábado, 27 de Junho de 2020, 14h36
  • Acessos: 254
imagem sem descrição.

Hoje a Fundação Cultural do Pará está em festa e celebra o aniversário de 34 anos do Cine Líbero Luxardo, a sala mais charmosa de Belém. Inaugurado em 27 de junho de 1986, o Líbero é vinculado à FCP, e é um espaço de cinema cujo nome homenageia o cineasta homônimo, nascido no interior paulista e paraense no coração.

Líbero consolidou sua carreira em Belém, para onde veio na década de 40 e foi um pioneiro do cinema amazônida, realizando os primeiros longas rodados no Pará. Seus filmes sempre foram grandes celebrações da nossa cultura. Além de utilizar elenco exclusivamente paraense, o cineasta também dedicou atenção à nossa música ao enfatizá-la em suas trilhas sonoras – que contaram com colaborações luxuosas de nomes como Waldemar Henrique e Paulo André Barata.

O Cine Líbero Luxardo hoje desempenha um papel de atualização do público belenense com o que vem sendo produzido em cinema nacional e mundial. Suas Sessões Regulares contam com três exibições diárias, sempre de terça a domingo, apresentando produções contemporâneas e clássicas a preços acessíveis.

Além destas, diversos projetos com entrada franca são realizados em parcerias com coletivos e associações de cinéfilos que contemplam aspectos da produção cinematográfica em suas mais variadas manifestações. São eles a Sessão Cult, uma parceria com a Associação de Críticos de Cinema do Pará (Accpa); o CineLiso e o Cine Nerd, desenvolvidos em parceria com os coletivos CineLiso e Nerds Paraenses, respectivamente; e a Maldita Cineclube, em colaboração com a Associação paraense de Jovens Críticos de Cinema (Apjcc).

É certo que o Líbero Luxardo já está na história do estado e é parada obrigatória para os amantes da sétima arte que visitam a capital paraense. E que venham muitos e muitos anos de Líbero!

registrado em:
Fim do conteúdo da página